segunda-feira, 29 de março de 2010

Fun Freaks - Code 21

O Fun Freaks vem de Akita, Japão, e manda um punk/hardcore/thrashcore criativo, divertido e bem tocado, similar as bandas da recente cena thrashcore japonesa como Idol Punch, Razors Edge, Green! e BBQ Chickens que tem mais o intuíto de fazer músicas engraçadas e rápidas do que agressivas. De qualquer forma as músicas são muito bacanas e bem feitas. Estou postando o primeiro cd deles "Code 21". Eles também já participaram das coletâneas "NG Bros" e "Tonight I'm Gonna Rock You" e tem splits com o Ketsukaze e o Fido's Brunch além de outras demos. Algumas das músicas destes álbuns estão disponíveis para download no site da banda.
Recomendado aos que gostam das bandas citadas acima.


Integrantes:
Kodama - Baixo
Hamuhiko - Bateria
Adrenalin - Vocal
Gen-5 - Guitarra



Duração: 12:45

01 - Pretence Violence
02 - Heat of Heater
03 - Don’t Fix
04 - Stranger
05 - Bad Religion
06 - Shallow Mind
07 - Music
08 - Mad Police
09 - I Love Punk,I’m not Punka
10 - Outburet
11 - F.U.N
12 - Addiction
13 - My Town

Download!

Myspace
Site

domingo, 28 de março de 2010

Vingança - Hora do Herói Cair

O Vingança apareceu em 2004 em Fortaleza - CE, e tocava um thrashcore muito influenciado pelo hardcore rápido dos anos 80. Influências vindas do Lärm, o trio inglês Heresy, Ripcord e Intense Degree e também pelo crossover ao estilo Cryptic Slaughter. Isto fica bastante claro ao se ouvir o excelente EP "A Hora do Herói Cair" de 2006, lançado pela RAW Records. A banda chegou ao fim em 2007, mesmo assim fez algumas aparições após isso.


Ano: 2006
Duração: 10:21
01 - Vingança
02 - Entre no Esquema
03 - A Meta
04 - Queda Livre
05 - Fato Consumado
06 - Derrube Seus Muros
07 - Morte Por Napalm
08 - Espelho
09 - Morra Wojtyla Morra
10 - Hora do Herói Cair
Download!

Myspace

terça-feira, 23 de março de 2010

Jodida Actitud Normal - Demo

Com o nome inspirado por uma música do HHH, o Jodida Actitud Normal é uma novata banda de Santiago do Chile com objetivo de tocar hardcore/thrashcore.
Dentre as principais influências estão Scholastic Deth, What Happens Next?, Betercore, Negative FX, Minor Threat, HHH, entre outras. A banda também tem uma pitada de power violence por conta do vocal "Rufus Lenhador", ehehe.
Este ano eles gravaram sua primeira demo contendo nove sons, entre eles um cover do Scholastic Deth (Revenge Of The Nerds), que deve agradar os thrashcorers de plantão.
Destaque para as músicas "Enfermxs" e "Toca Rapido O Muere", esta que é uma homenagem às bandas de hardcore rápido desde os anos 80.
Espero ver mais lançamentos desta banda.

Integrantes:
Kevin - Bateria
Victor - Baixo
Martin - Guitarra
Alexander - Vocal

Ano: 2010
Duração: 9:00

01 - JxAxNx Brigada Thrash
02 - Consumismo Latente
03 - Hardcore = Punk
04 - Paren De Hacer Bandas "Powerviolence"
05 - Absurda Creacion
06 - Nuestra Sentencia
07 - Enfermxs
08 - Revenge Of The Nerds (Scholastic Deth)
09 - Toca Rapido O Muere

Download!


Myspace

segunda-feira, 22 de março de 2010

Ultimate Blowup

O Ultimate Blowup é para mim uma das melhores bandas desta nova safra do power violence. Alguns dizem que o power violence é um estilo que morreu com o fim das antigas bandas californianas, mas ainda é comum o uso deste termo para definir diversas bandas que nem sempre se assemelham com os criadores do gênero. Apesar disto, acredito que para bandas como o Ultimate Blowup a classificação mais adequada ainda é o power violence, até mesmo porque eles fazem um som que lembra em muito o Spazz, inclusive por possuir dois vocais alternados. O trio é de Istambul, Turquia, e prova que por lá também existem bandas que sabem tocar este tipo de som muito bem. Eles começaram a tocar em 2009 e tem a Rehersal Demo com seis sons de ensaios lançada pela To Live A Lie e uma Demo Promo também de 2009 com nove músicas (não tenho mais informações sobre este álbum). Em 2010 foi lançado um s/t 7" pela KBD Records com doze músicas e em breve deve sair o split com o Kali.

Os integrantes também tem passagens por várias outras bandas de diversos estilos, como Truth We Defend, Sakatat, Rott-Fish, Decaying Pürity, Circuits Made Flesh, Never Reach Home, You Name It I hate It e Stevan Flipovic.


Integrantes:
Can - Guitarra/Vocal
Barış - Baixo
Uğur - Bateria/Vocal

Rehersal Demo

Ano: 2009
Duração: 2:57

01 - Useless Friend Workshop
02 - Can't Break The Fall
03 - Spastic Youth Enrage
04 - As The Balance Shifts
05 - Kinder Garden Propaganda
06 - Penis 'n Roll

Download!


Promo Demo

Ano: 2009
Duração: 5:06

01 - Useless Friend Workshop
02 - Can't Break The Fall
03 - Spastic Youth Enrage
04 - Domestik Dispute
05 - Elimination Sequence
06 - Into Da Grinda
07 - Kinder Garden Propaganda
08 - Our Scene Sucks
09 - Penis 'n Roll

Download!

Myspace

Fonte: http://www.archive.org/details/UltimateBlowup-RehersalDemo

domingo, 14 de março de 2010

Deep Wound - S/T 7" EP

O Deep Wound iniciou sua curta história em 1982 quando J Mascis e Charlie Nakajima que estudavam na mesma escola em Amherst - Massachusetts, se juntaram a Scott Helland. Eles então colocam um anúncio procurando por um guitarrista. Quem responde é Low Barlow que vivia em Westfield e assim o Deep Wound estava formado. Sem demorar eles gravam uma demo cassete onde já mostravam um hardcore bastante rápido, e logo começam a tocar em Boston junto com bandas locais como SSD, The F.U.'s e Jerry's Kids. Em 1983 eles gravam o clássico EP 7" "Deep Wound", lançado pela Radiobeat Records com músicas ainda mais rápidas, aliando o vocal juvenil de Charlie, diferente das bandas de Boston, isto somado com bases velozes e uma bateria frenética. Este é para mim um dos melhores registros do hardcore americano dos anos 80, são nove músicas em menos de dez minutos e terminando com a tranquila "Dead Babies".

Em 1984 eles participam da coletânea "Bands That Could Be God" (Conflict/Rabiobeat - 1984) com as músicas "Time to Stand" e "You're False". Este também é o ano que marca o fim da banda, que apesar de pouco tempo de duração foi de grande influência para diversas bandas de hardcore rápido que vieram mais tarde, sendo um dos pilares do thrashcore.
Eles também são lembrados por terem dois membros, J Mascis e Low Barlow, que formaram o influente Dinosaur Jr. após o fim do Deep Wound. Barlow, mais tarde formou o Sebadoh e o Folk Implosion. Scott Helland se manteve no hardcore indo para o Outpatients até 1995, outra ótima banda, enquanto Charlie tocou no Gobblehoof.

Existem algumas coletâneas que incluem o EP e demos, como o "Almost Complete" (Baked Goods Records - 2006), "Deep Wound" (Damaged Goods - 2006), além do split bootleg com o Siege e do bootleg com demos "American Style".
Em abril de 2004, em um show do Sebadoh, aconteceu uma reunião surpresa do Deep Wound que durou apenas uma música.
A música "Don't Need" também ganhou uma versão dos cariocas do Alarme.

Integrantes:
J Mascis - Bateria
Lou Barlow - Guitar
Scott Helland - Baixo
Charlie Nakajima - Vocal

Deep Wound 7" EP

Local: Massachusetts, USA
Ano: 1983 (Radiobeat Records)
Duração: 09:28

01 - I Saw it
02 - Sisters
03 - In My Room
04 - Don't Need
05 - Lou's Anxiety Song
06 - Video Prick
07 - Sick Of Fun
08 - Deep Wound
09 - Dead Babies

Letras
Download!


Myspace

Fontes: http://damagedgoods.greedbag.com/buy/deep-wound
http://homepages.nyu.edu/~cch223/usa/albums/deepwound_7.html

segunda-feira, 8 de março de 2010

Deathwish - Tailgate 7" EP

O Deathwish teve inicio em dezembro de 1982 em Boston com Robert Frankenheim (baixo), Richard DelVecchio (bateria), e Chris Hamilton (vocal). Inicialmente as influências eram Black Flag, Minor Threat e Discharge. No verão de 1982, Jono Kornfeld deixa o Sharon Tate's Square e entra para o Deathwish. Em dezembro do mesmo ano eles gravam algumas músicas nos estúdios da Radiobeat. As músicas não foram lançadas, e permaneceram esquecidas até 1989, quando a Armory Arms lançou um bootleg 7" chamado "Tailgate EP" com três das músicas e com apenas 300 cópias numeradas. A alemã Lost & Found Records o relançou mais três vezes, em 1992 com outra capa e limitado a 500 cópias, depois com o cd do Abused "Loud & Clear" e outra em um bootleg com o Siege.

Na época da gravação, o Deathwish tocava um hardcore rápido e agressivo similar às bandas de Boston, fazendo um som que lembrava o Negatice FX, SSD e DYS. Logo após isso Chris Hamilton deixa a banda, Jordan Wood entra como segundo guitarrista e após algumas mudanças de vocalistas, Dimitri Demos assume a vaga. Assim eles tomam um caminho mais influenciado pelo rock, resultando em uma nova banda, chamada The Loved Ones.
Jordan Wood entrou para o Slapshot em 1986 e saiu em 1991. Em 1994 ele morreu após cometer suicídio.

Taí uma ótima banda que vocês devem conhecer, infelizmente são apenas três músicas em menos de quatro minutos, mas fala-se sobre a possibilidade de um futuro lançamento com as músicas gravadas em 1983 na Radiobeat, espero que isto realmente se concretize.

Integrantes:
Chris Hamilton - Vocal
Jono Kornfeld - Guitarra
Bobby Frankenheim - Baixo
Richard Dellvecchio - Bateria

Tailgate 7" EP

Ano: 1989 (gravado em 1983)
Duração: 3:32

01 - Tailgate
02 - Condemned
03 - Break the Chains

Download!

*Apesar de Jordan Wood aparecer como membro da banda no disco, ele só entrou após a gravação do mesmo.


Fontes: http://www.oldtimehardcore.com/biography/deathwish.asp
http://www.myspace.com/deathwishandthelovedones
http://www.goodbadmusic.com/2008/04/19/deathwish-tailgate-7ep-armory-arms-chris-lombardi-productions-usa-1989/

quarta-feira, 3 de março de 2010

Elasticdeath/Obsesif Kompulsif - Thrash Complex Split

E eis que surge novamente ao blog o Elasticdeath em sua busca por vingança. E desta vez veio acompanhado de seus amigos asíaticos do Obsesif Kompulsif.
O Elasticdeath, como você pôde conferir aqui a sua ótima demo, toca um power violence com dois vocais inspirado em Crossed Out, Mindless Mutant, Spazz, etc. Já o Obsesif Kompulsif faz um misto de power violence e thrashcore, mais baseado na velocidade, sem os trechos sludge.

O Obsesif Kompulsif, banda de Jakarta - Indonésia, manda 11 músicas, entre elas um cover do Infest (Where's The Unity) bem ao seu estilo e a faixa que encerra a sua participação chamada "Speechless Mouth" é um tanto quanto diferente, trata-se de uma espécie de "electro-violence" (escute e chame como quiser), com batidas eletrônicas por trás da gritaria toda e diversas vinhetas no início.
As letras são em indonésio em algumas músicas e inglês em outras e falam sobre circle pits e destruição da natureza.
Após o split a banda teve o baixista Damar substituido por Are-Rip.

Entrevista com o Obsesif Kompulsif no blog Tsunami

O Elasticdeath segue na mesma linha de sua demo de estréia, com os vocais alternados, as tradicionais cadenciadas, muita velocidade e algumas vinhetas espertas.
São dez lindas canções, que na verdade fazem parte da segunda demo chamada "Perigo na Baía de Tóquio”, e entre elas um cover do Hoy Pinoy (Where Is Jollibee?), que encerra muito bem o CD. As letras em inglês falam sobre a devastação do meio ambiente, a falsidade das pessoas, violência e destruição.
A própria banda gravou as músicas e Robinho se encarregou de fazer a mixagem e masterização delas, e no fim obteve bons resultados com o árduo trabalho.

O CD foi prensado na Indonésia e a arte feita por lá também, sendo lançado em novembro de 2009. O split está sendo distribuído pelos selos Teriak Records (Indonésia), Tarung Records (Indonésia), Suhatkor Records (Indonésia), Punk Anak Mama Records (Indonésia), Sukma Records (Malásia), Beat The Meat Records (EUA), Buddha Khan Records (EUA), Lost Cause Records (Rússia). Poucas cópias vieram para o Brasil, com sorte você ainda consegue um, entre em contato com o pessoal do Elasticdeath.
Neste split Nicolas ainda era o baterista, que tempo depois veio a ser substituido por Rafael Fralda.
O Elasticdeath deve lançar alguns splits em breve, um 7" 4way com o War Hero (Canadá), Lunge (EUA) e Jeff Spicoli (Canadá), e um 12" com o Wheelchair Wheelchair Wheelchair Wheelchair (Escócia)

Dê uma olhada no blog do Robinho, o Mutante Irracional, onde ele também escreveu sobre o split e o disponibilizou para download aqui.


Integrantes Obsesif Kompulsif (no Split):
Aconk - Bateria
Damar - Baixo
Ceper - Guitarra
Fred - Vocal

Integrantes Obsesif Kompulsif (hoje):
Aconk - Bateria
Are-Rip - Baixo
Ceper - Guitarra
Fred - Vocal


Integrantes Elasticdeath (no Split):
Robinho - Guitarra/Vocal
Caio - Baixo/Vocal
Nicolas - Bateria

Integrantes Elasticdeath (hoje):
Robinho - Guitarra/Vocal
Caio - Baixo/Vocal
Fralda - Bateria

Ano: 2009
Duração: 43:21

Obsesif Kompulsif
01 - No name for this nation
02 - Proyek produksi orang kuat
03 - Travel gore everyday
04 - Where is the unity? (Infest)
05 - Industri senyuman mematikan
06 - Serikat tak berserikat
07 - Im in circle pit and you are totally shit
08 - Sampah raksasa dipesta kelima
09 - Where is your mathemathics?
10 - Not Animal
11 - Speechless Mouth
Elasticdeath
12 - The Nature Strikes Back
13 - Society Assholes
14 - My Hypocrisy Doesn't Work On Holidays
15 - The Curse Of The Golden Axe
16 - What Kinda Monster We'll Face Today?
17 - The Hero Is Dead
18 - Power Violence Song
19 - Streets Of Rage
20 - Shotaro Ishinomori
21 - Where Is Jollibee? (Hoy Pinoy)

Download

Veja também: Resenha do split no blog Cabeça Tédio


Myspace Elasticdeath
Myspace Obsesif Kompulsif